18 – Perguntas de comunidades do Orkut

1) Se tu és Cristo, ajuda-nos, dá-nos uma luz: qual o melhor direcionamento para esse país sem direção chamado Brasil? (Patrícia)

INRI CRISTO: “Tu vieste com a pergunta certa, que não quer calar na cabeça dos seres raciocinantes, dos seres eretos, que gostariam de saber por que eu, INRI CRISTO, sendo Cristo, não faço nada pelo Brasil. Eu tenho muito gosto em responder essa pergunta. Com pesar digo que, por enquanto, estou impedido de ajudar o Brasil, tenho que assistir amordaçado aos descalabros, às desgraças, aos desmandos no Brasil e na América Latina. Agora eu me transferi justamente para a capital da República, onde irei me expor e propiciar a articulação de um plebiscito no qual o povo brasileiro vai dizer numa só voz, não apenas tu isoladamente, Patrícia, se quer ou não me ouvir, se quer ou não uma solução para este país. Não está longe o momento em que a maioria do povo brasileiro se juntará à tua brilhante reflexão, à tua brilhante pergunta e fará em uma só voz, em plebiscito, a mesma pergunta: o que eu posso fazer. Desde que o povo diga que quer me ouvir, que deseja conhecer as soluções, então sim poderei expor a solução. Em 1980, adverti sobre a imperiosa necessidade de priorizar a agricultura e a educação, quando estive na Câmara dos Deputados a convite do então presidente, Flávio Marcílio, reunido com alguns deputados e senadores presentes. Eles anotaram tudo, todavia não consideraram relevante o aviso. Se me tivessem levado a sério naquela época, quando ainda era viável uma solução, o Brasil não estaria mergulhado neste caos. Posteriormente, ditei cartas aos ex-Presidentes da República, alertando-os quanto ao porvir; tentei de diversas formas pronunciar-me nos programas de televisão, todavia não quiseram ouvir-me, não me deixaram falar. Em 1996, publiquei a circular intitulada A Dança dos Títeres e o MÉPIC (Movimento Eclético Pró INRI CRISTO) enviou-a às autoridades e a diversos meios de comunicação. Nela, exortei que o Brasil estava (e continua) sendo vendido aos estrangeiros. Novamente, ninguém se manifestou. Em 1998, fui expulso do Congresso Nacional por mais uma vez insistir na advertência de que, se o Brasil não desse prioridade à educação e à agricultura, estaria na iminência de amargar uma sangrenta guerra civil. Estou consciente de que fiz a minha parte, adverti em tempo. Só quando vierem perguntar-me e me deixarem falar livremente, poderei expor, não a solução, pois solução não há mais, porém um paliativo, já que agora é tarde, tarde demais. Ao contrário, um sombrio porvir espera pelo Brasil, que continuará amargando o desespero e estará definitivamente mergulhado no caos social… ”

2) INRI, o Senhor também se proclama como a encarnação de Adão, Abrãao, Moisés e Davi. Essas reencarnações estariam ocorrendo em um intervalo a cada 1200 anos? (Roberto)

INRI CRISTO: “Não, meu filho, no plano superior o tempo não conta. Todas as decisões e tudo o que acontece na Terra depende do plano cósmico, do SENHOR, o Supremo CRIADOR, meu PAI. O Reino dEle é no plano superior. Portanto, não dá para medir 1000 anos, 1200 anos, 2000 anos, 3000 anos… tudo ocorre na medida em que é necessário. Por exemplo, quando me chamava Jesus, eu prometi que em breve voltaria; não falei que iria voltar dali a dois mil anos. Eu disse que retornaria quando ouvissem falar de guerras, rumores de guerras, reino contra reino… enfim, esses seriam os sinais da minha volta. Mas eu não falei estipulando datas, porque não é possível calcular. Atualmente, digo que reencarnarei de novo aproximadamente daqui a mil anos, mas não é exatamente daqui a mil anos; posso assegurar tão somente que é no intervalo entre mil a dois mil anos, porque o dia e a hora da volta do Filho do Homem ninguém sabe, assim como o dia e a hora do fim do mundo ninguém sabe, nem os anjos do céu, senão só o PAI.”

3) Nas reencarnações supõe-se que se ensine algo, atendendo a lei de evolução. O que de novo INRI CRISTO tem para ensinar além daquilo que já foi falado a respeito do mito cristão? O que se pode melho