5 – Destino, céu e inferno, anjos e demônios, oração, salvação, ateus, seguidores, relação com DEUS, definição de amor

1) Se DEUS é onipresente e sabe tudo de que precisamos, por que necessitamos orar?

INRI CRISTO: “A oração é uma forma sublime de entrar em contato com o ALTÍSSIMO e também um instrumento para acionar o mecanismo da lei divina a fim de que vossas súplicas sejam atendidas. DEUS sabe tudo de que necessitamos. Todavia, assim como precisamos nos expor ao sol a fim de obter os benefícios de seus resplandecentes raios, pelo mesmo motivo precisamos orar. A oração funciona como uma senha cósmica. Quando orais, projetais vossas palavras em direção ao infinito e, de acordo com vossa fé e humildade, elas acionarão o cosmos a fim de que vossas súplicas sejam atendidas. Para exemplificar, digamos que um parente vosso mora na Alemanha. Ele sabe que estais aqui e vós sabeis que ele está lá. Ambos tendes um meio de comunicação através do telefone. Todavia, se não discardes o número do telefone dele no intuito de estabelecer um colóquio ou fazer um pedido, ele jamais vos atenderá. Ele sabe que a qualquer momento podeis estar necessitando de algo, entretanto tendes que lhe informar e pedir o que quereis. Assim podeis compreender por que eu disse quando me chamava Jesus: “Pedi e se vos dará; buscai e encontrareis; batei e abrir-se-vos-á. Porque todo aquele que pede recebe, que busca encontra e a quem bate se abrirá” (Mateus c.7 v.7 e 8) / “E tudo o que pedirdes com fé na oração o recebereis” (Mateus c.21 v.22)”.

2) O Senhor ensina a orar o Novo PAI-Nosso. Seria uma modificação do PAI-Nosso que aprendemos desde a infância? Por que isto sucedeu?

INRI CRISTO: “Não é uma questão de haver mudado o PAI-Nosso que deixei, e sim que ele já cumpriu a finalidade pela qual havia sido instituído. Nele, ensinei-vos a orar assim: “PAI-Nosso, que estais no céu, santificado seja o vosso nome. Venha a nós o vosso Reino…” Durante esses dois mil anos de minha ausência suplicastes ao SENHOR que enviasse o Reino dEle à Terra. Agora que Ele atendeu à vossa súplica e reenviou-me a este mundo com a missão de instituir na Terra Seu santo Reino de luz, formalizado pela SOUST (Suprema Ordem Universal da Santíssima Trindade), então já não há mais por que continuar dizendo “venha a nós o vosso reino”. Por esta razão ensinei-vos a orar o Novo PAI-Nosso, que é o meio mais sublime de invocar o SENHOR Todo-Poderoso. Vale lembrar uma vez mais: “Ó PAI, Eterno e inefável, DEUS infalível, CRIADOR do Universo, santificado seja o teu nome. Seja feita a tua vontade assim na Terra como no céu. Graças te dou pelo manjar que emana de ti. Aparta-me dos erros e ilumina-me para que eu te sirva sem equívocos, glorificando-te, hoje e sempre, ó PAI!”. Imaginai que um filho vosso, durante muitos anos, pede-vos uma bicicleta: “Pai, dá-me uma bicicleta! Pai, dá-me uma bicicleta!” Finalmente, após insistentes pedidos, conseguis angariar os recursos a fim de conceder-lhe a bicicleta. Se ainda depois disso este filho vos continuar pedindo uma bicicleta, certamente ficaríeis muito zangados. Assim também, após terdes consciência de que estou de carne e osso na Terra e instituí o Reino de DEUS, que a duras penas viceja, estareis provocando a santa cólera do ALTÍSSIMO se continuardes a pedir-Lhe algo que Ele já vos concedeu, se persistirdes a dizer-lhe: venha a nós o vosso Reino”.

3) Se o Senhor diz que um homem jamais deve se ajoelhar diante de outro homem, por que permite que as pessoas se ajoelhem diante do Senhor?

INRI CRISTO: “Se eu fosse um homem seria ridículo alguém se ajoelhar diante de mim. Eu não sou homem, sou o Filho do Homem, Primogênito de DEUS. Já vivi como homem no mundo, mas desde o jejum em Santiago do Chile, em 1979, o SENHOR DEUS, meu PAI, concedeu-me poder sobre a carne. Desde então não tenho as inquietudes inerentes aos seres humanos. Quem se ajoelha diante de mim se ajoelha diante dAquele que me reenviou a este mundo, porque meu PAI e eu somos uma só coisa. Eu não existo, não significo. Só o SENHOR DEUS, meu PAI, é que importa. Eu nada tenho, nada temo, nada quero. Vivo unicamente para cumprir Sua santa vontade”.

4) O ato de ajoelhar não seria um sacrifício?

INRI CRISTO: “Tudo no contexto da lei divina tem um significado. É um equívoco pensar que o ato de ajoelhar se constitui meramente num sacrifício. Ajoelhar-se diante de um homem ou perante malditas estátuas deveras é um sacrifício. Mas ajoelhar-se diante do Supremo CRIADOR do Universo jamais é um sacrifício. Eu me ajoelho diante de meu PAI várias vezes, todos os dias e faço minha oração, que é uma litania extensa, num longo colóquio íntimo com Ele. Para mim é o mais sagrado e precioso momento do dia, em que renovo a simbiose com meu PAI. O SENHOR revelou-me que a forma mais apropriada e correta de estabelecer uma simbiose completa com Ele é ajoelhando-se. Prestai atenção e vereis que assim os pés ficam na posição de receber à semelhança das mãos. Quando pedis algo a alguém, estendeis vossa mão para esse alguém. Mas quando invocais o SENHOR e lhe pedis a bênção, deveis estender as duas mãos a fim de receberdes as dádivas celestes. Existe um mistério nas palmas das mãos e nas plantas dos pés, pois é por intermédio destes membros que vos sintonizais completamente com o CRIADOR. Se estiverdes bem concentrados e sintonizados com o ALTÍSSIMO, podeis sentir nas palmas das mãos e nas plantas dos pés o poder emanado dEle, a energia cósmica sobre vosso corpo como se fosse uma espécie de formigamento. Procurai, de preferência, ajoelhar-vos descalços para que a simbiose seja mais plena”.

5) Podemos escolher o destino de nossas vidas ou ele já está pré-estabelecido pelo plano divino? Até que ponto o livre-arbítrio é uma faculdade do ser humano?

INRI CRISTO: “O destino de cada ser humano está vinculado à lei do carma. De acordo com o débito ou o crédito que tens perante a lei, quando reencarnas já tens uma predestinação. Muitas vezes tu irás usar o livre-arbítrio para escolher de que maneira irás cumprir teu destino; outras vezes, mesmo que escolhas um rumo diferente do que está previsto, todos os caminhos te conduzirão àquele destino inevitável. Há dois mil anos, já estava previsto que eu seria crucificado a fim de resgatar os pecados da humanidade, este era o meu destino naquela época. Mesmo ante minha súplica ao SENHOR para passar adiante aquele cálice (Mateus c.26 v.39), Ele respondeu com o lacônico silêncio, pois não podia me atender nem mudar o destino dos acontecimentos; a crucificação era inevitável. Assim também, se um facínora ceifa a vida de várias pessoas e fica devendo à lei do Talião, que integra eternamente a lei divina (‘Olho por olho, dente por dente… uma vida por uma vida ‘ – Êxodo c.21 v.23 e 24), mesmo em reencarnando e sendo um bom genitor, cidadão correto, mais cedo ou mais tarde terá que saldar o débito e será acometido por uma bala perdida ou por uma fatalidade. Todo e qualquer tipo de morte violenta consiste em resgate de débito carmático”.

6) Existem  anjos e demônios? Como eles se manifestam?

INRI CRISTO: “Os anjos são espíritos de luz e se manifestam nos seres humanos, na maioria das vezes de uma forma muito sutil que nem todos podem perceber. Quanto mais alguém caminha na senda do bem-viver rumo à divindade, mais os anjos de luz se aproximam. Já o demônio, ao contrário do que muitos pensam por lhes haver sido equivocadamente ensinado, não é um macaco com rabo e chifres e sim o espírito das trevas que serve para a purgação e evolução dos homens. Quando alguém estupra, mata, rouba, mente, descontrola-se, e depois diz: ‘Eu estava fora de mim’, quem estava no seu corpo naquele momento? O agente do mal, espírito maligno que incorporou a fim de realizar seus malévolos propósitos”.

7) Diz-se que quando Cristo voltasse os mortos ressuscitariam e os anjos tocariam trombetas. Se o Senhor é Cristo, por que isto não aconteceu?

INRI CRISTO: “Isso não aconteceu nem nunca vai acontecer da maneira como deliram os energúmenos obstinados. Acreditar que um defunto de algumas centenas de anos, cujos ossos já se decompuseram, vai se recompor para agradar os insanos, é descer a ladeira da esquizofrenia, do absurdo, da insanidade. Quando os mortos-vivos integrantes dessa sociedade hipócrita se conscientizarem de minha presença de carne e osso na Terra, então estes mesmos mortos terão ressuscitado. Eis por que eu disse quando me chamava Jesus: ‘Deixai que os mortos enterrem os seus mortos’ (Mateus c.8 v.22). Ressuscitar fisicamente de um túmulo é um atropelo à eterna e imutável lei de DEUS, estabelecida no tempo de Adão: ‘Tu és pó, do pó tu foste tomado e ao pó retornarás ‘ (Gênesis c.3 v.19), além de ser impraticável. Como na natureza “nada se perde, nada se cria, tudo se transforma”, as partículas dos ossos que um dia formaram um corpo, hoje fazem parte de um outro corpo e ainda outro no futuro, dando continuidade ao renovador ciclo da natureza. Nisso se evidencia a inviabilidade do delírio farisaico. Quando findar o período de minha reprovação e chegar o dia de glória do SENHOR, os anjos, que são espíritos de luz e não hipotéticos seres alados, tocarão trombeta sim. Nos aeroportos de cada país aonde eu chegar, incorporados nos habitantes daquele lugar, eles estarão esperando por mim e me receberão ao toque de trombetas, anunciando minha chegada. Mas ainda bebo de gole em gole a última porção do amargo cálice da reprovação (‘Mas primeiro – antes de seu dia de glória – é necessário que ele sofra muito e seja rejeitado por esta geração. Assim como foi nos tempos de Noé, assim será também quando vier o Filho do Homem ‘ – Lucas c.17 v.25 a 35), pois é necessário saber discernir entre as cabras e as ovelhas (Mateus c.25 v.32 e 33). Se eu chegasse à Terra e todos imediatamente dobrassem o joelho diante de mim, como poderia fazer a distinção?”

8) Se o demônio é uma criatura “má” por natureza, por que DEUS o criou?

INRI CRISTO: “O demônio não é mau por natureza. Quando algo na criação divina parecer errado, na verdade faz parte de um todo que está certo, porque DEUS não erra, não falha. Quem faz do demônio mau são os prevaricadores. DEUS criou o demônio com a função de levar os homens ao vale da purificação fazendo-os cometer erros, porque na tentação se erra e no errar se sofre a consequência do pecado cometido. Neste processo está o mecanismo da evolução. Eis um exemplo: dentre todos os animais que integram a ecologia, DEUS criou a serpente. Ela é um ser peçonhento e asqueroso, aparentemente maléfico aos homens, todavia tem um lugar fundamental no contexto da biologia. Atualmente os cientistas recomendam que elas não sejam mortas porque o próprio veneno que produzem pode ser utilizado em benefícios dos seres humanos. Da mesma forma, ao mesmo tempo em que o sol é perigosíssimo, podendo até provocar um câncer de pele, a vida na Terra não existiria sem ele e todos necessitam de seus resplandecentes raios. No plano espiritual, todos os seres humanos têm o lado positivo e negativo, indispensáveis para que possam viver, à semelhança da energia elétrica: se um dos dois polos falha, a eletricidade não se manifesta, é impossível produzir luz. Quando o lado negativo sobrepuja o positivo, os espíritos das trevas se aproximam do infeliz, induzem-no a caminhar contra a lei divina, fazendo-o sentir-se inferior, desgraçado, infeliz, incapaz. Atualmente, a maior parte da humanidade tem o lado negativo dominando o positivo. Há os que conseguem atingir o equilíbrio, em que ambos os lados se equivalem. Neste caso, às vezes pode haver uma oscilação para um lado ou outro, mas ainda assim se faz mister muita força de vontade e confiança em DEUS a fim de manter a estabilidade. E por fim, quando o lado positivo consegue sobrepujar e dominar o negativo, caracteriza-se a vitória espiritual do ser humano, a comunhão com o CRIADOR Supremo e rendimento incondicional à Sua santa vontade. A estes é dado comer da árvore da vida, que está oculta no paraíso de DEUS (Apocalipse c.2 v.7). Então os espíritos de luz se aproximam a fim de orientá-lo e auxiliá-lo em sua jornada na Terra. Nisso está a chave do bem-estar físico e espiritual, da felicidade, da alegria de viver, da simbiose com o ALTÍSSIMO. Deve-se, portanto, fazendo bom uso do livre-arbítrio, transformar seu próprio demônio em luz, iluminando o lado negativo a fim de que se unifique ao positivo, que já é luz. Então o ser humano se transforma numa luminária, iluminando seus semelhantes e o caminho por onde passa. O espírito inteligente e evoluído trata o demônio como o toureiro procede com o touro: quando percebe a aproximação, diz: ‘Olé!’, fazendo-o passar de um lado para o outro, impedindo-o de colidir. No entanto, o espírito pequeno, tacanho, medíocre, que ainda está em evolução, não se desvia do demônio e deixa-o incorporar, até que um dia evolua e não seja mais cavalgadura do maligno”.

9) Existem o céu, o inferno e o purgatório, como prega a igreja católica?

INRI CRISTO: “Existem, mas não como prega a proscrita igreja romana. O céu é sempre o local mais alto de qualquer lugar. Neste recinto onde estou agora, o céu é o teto. No plano cósmico, o céu é o infinito. Para lá se dirigem as almas dos que dormiram o sono dos justos, os que conseguiram desencarnar sem o peso dos pecados por haverem vivido honestamente na Terra. O céu é também o paraíso em que se transforma a cabeça de cada ser humano ao viver em comunhão com o ALTÍSSIMO. Da mesma maneira, o inferno se situa no interior de cada ser humano quando está em pecado e esquenta a cabeça em consequência de haver rompido a simbiose com DEUS. O calor do inferno é o calor da consciência pesada e não um lugar tenebroso. Paraíso e inferno não são lugares específicos e sim estados de espírito. Já o purgatório é uma situação intermediária, em que o penitente tem a chance de expiar uma parte ou até mesmo todos os pecados. São os hospitais, os sanatórios, os presídios, os cárceres dos sequestrados, em alguns casos os asilos; enfim, todo e qualquer lugar onde se vai purgar os pecados”.

10) Para salvar-se, basta tão somente acreditar no Senhor?

INRI CRISTO: “Tão somente crer que sou Cristo não salva ninguém. Nem meus discípulos podem dizer que estão salvos. O que salva, em primeiro lugar, é a sincera busca pela verdade e viver o máximo possível em sintonia com a lei divina. E como eu mesmo disse há dois mil anos: ‘Eu sou a luz do mundo, a verdade e a vida. Eu sou o caminho; ninguém vem ao PAI senão por mim ‘ (João c.14 v.6), logo, é através de mim que se abrem as portas da salvação, porque meu PAI e eu somos uma só coisa. Em assimilando os ensinamentos que ministro da parte dEle, quem se aproxima de mim pode se preparar para viver dentro da lei, e em se coadunando obtém a salvação. Em Apocalipse c.7 v.4 está escrito que o número dos eleitos é 144.000, das doze tribos de Israel. Estes serão os que tiverem pecado menos. Quando chegar o dia de glória do SENHOR, de onde quer que estejam, os eleitos sentirão uma necessidade imperativa de vir à minha direção, e então se cumprirá o que está previsto nas Sagradas Escrituras: ‘Um será tomado e o outro será deixado’ (Lucas c.17 v.34)”.

11) E os que se julgam salvos ou condenados, qual veredicto os espera?

INRI CRISTO: “Ambos já estão condenados. Os primeiros porque, ao se julgarem salvos por prepotência, fanatismo ou ignorância, assumiram o lugar de Juiz Supremo que só a DEUS pertence. Os segundos por não confiarem na bondade do ALTÍSSIMO, ignorando a misericórdia divina, que lhes poderia abrir os caminhos para se salvar. Ninguém pode se julgar salvo ou condenado; quem assim procede permanece desconectado, órfão da espiritualidade. Cria um abismo entre si e a salvação. Quando me chamava Jesus, disse: ‘Os que se humilham serão exaltados, e os que se exaltam serão humilhados ‘ (Mateus c.23 v.12). Quem é humilde suficientemente para deixar DEUS decidir seu destino está mais próximo de ser acolhido em Seu aconchego no infinito”.

12) Quem o Senhor considera digno de ser chamado de filho de DEUS?

INRI CRISTO: “Todo aquele que vem a mim e me reconhece como Primogênito de DEUS, torna-se digno de ser chamado de filho de DEUS. Como meu PAI e eu somos uma só coisa, então quando alguém vem a mim, ouve-me e me reconhece pela minha voz, eu o reconheço como integrante do rebanho do SENHOR. Na luz de meu PAI, SENHOR e DEUS, que é em mim, eu amo todas as criaturas que se movem sobre a terra, amo todos os integrantes do contexto ecológico. Obviamente, levando em conta a lei da igualdade, que consiste unicamente em distribuir-se desigualmente a desiguais na medida em que se desigualam, amo mais aqueles a quem DEUS revelou minha identidade e guardam meus ensinamentos”.

13) Há dois mil anos foram apenas três anos de pregação e existem bilhões de cristãos no mundo. Por que agora, em vinte anos de pregação, a humanidade ainda não se converteu?

INRI CRISTO: “Quando me chamava Jesus eu disse que voltaria para separar o joio do trigo, as ovelhas das cabras. E como muitos são chamados, porém poucos os escolhidos (Mateus c.20 v.16), tenho consciência de que são poucos os eleitos de meu PAI. Não estou aqui para converter ninguém, nem há dois mil anos consegui agradar a todos. Quando fui crucificado poucos estavam verdadeiramente comigo e permaneceram perto de mim na cruz: o discípulo João e algumas mulheres. Os demais discípulos fugiram e o povo que antes aclamava: ‘Hosana ao filho de David!’ foi o mesmo que, massificado, gritou: ‘Crucifique! Crucifique!’. Só após minha crucificação, com o passar do tempo, as gerações posteriores, sabendo de minha história, seguiram minha doutrina, tornando-se cristãs. DEUS inspirou os seus servos a divulgar que eu fora o Redentor e resgatara com meu sangue em holocausto os pecados da humanidade, para dar cumprimento ao que eu profetizara aos discípulos: ‘Ide por todo o mundo e pregai o meu Evangelho ‘ (Marcos c.16 v.15). E porque o tempo passa mas minhas palavras não passarão sem que tudo se cumpra, atualmente no mundo inteiro já se ouviu falar de CRISTO. Mais cedo ou mais tarde todos saberão que retornei conforme havia prometido e meu nome novo é INRI, o nome que paguei com meu sangue na cruz (‘Ao que vencer… escreverei sobre ele o nome de meu DEUS… e também o meu novo nome ‘ – Apocalipse c.3 v.12). Por enquanto, todavia, antes do dia de glória do SENHOR, ainda bebo de gole em gole o cálice amargo da reprovação (‘Mas primeiro é necessário que ele sofra muito e seja rejeitado por esta geração. Assim como foi nos tempos de Noé, assim será também quando vier o Filho do Homem ‘ – Lucas c.17 v.25 a 35). E como está previsto nas Sagradas Escrituras que meu cabelo estará branco como a neve (Apocalipse c.1 v.14), tenho que esperar pacientemente a passagem do tempo, já que ninguém nasce de cabelo branco (nem quando me chamava Jesus meu cabelo chegou a ficar branco). Quanto mais o tempo passa, mais próximo está o dia de glória do SENHOR”.

14) Como o Senhor procede em relação aos que o caluniam nos veículos de comunicação e até na internet? Eles serão “condenados ao inferno”?

INRI CRISTO: “A verdade é uma fera perigosa que nem todos gostam de ver solta por aí. Sou consciente de que muitas vezes o que falo desagrada os que vivem no mundo do faz de conta, enfim, abala as estruturas desta sociedade hipócrita, corrupta, iníqua e desordenada. Mas nem há dois mil anos consegui agradar a todos. Afinal, não foi através de calúnias que obtiveram o veredicto da crucificação? Embora se diga que quem cala consente, não posso sair correndo atrás de internautas malucos ou caluniadores contumazes que escrevem absurdos sobre mim ou sobre os que me seguem. Quanto aos que acreditarem nas calúnias, é porque deveras não fazem parte do meu rebanho, não são dignos de meu PAI, SENHOR e DEUS, que é em mim. São todos farinha do mesmo saco. Importa é que os meus não se deixarão contaminar, porque, ao invés de covardemente se esconder atrás de um computador, eles vêm pessoalmente me questionar e obtém diretamente de mim a resposta. As pessoas de caráter não vão pelo ‘ouvi dizer’ e sim procuram as respostas na fonte. Existe um consenso entre os policiais que considero muito válido: quando as acusações são muitas sobre a mesma pessoa, desconfie da veracidade; questione e investigue o emissor. Além de que, como bem diz o provérbio popular, ninguém atira pedra em árvore que não dá fruto. E em verdade vos digo: deveras a cabeça de todos esses que agora me xingam, odeiam, desprezam, caluniam, tornar-se-á um inferno quando souberem, tarde demais, quem sou (‘Por tuas palavras serás justificado ou condenado ‘ – Mateus c.12 v.36 e 37). Eles serão impedidos de se aproximar de mim até para pedir perdão. Sobre a cabeça de todos eles repousa a espada da justiça divina”.

15) O que o Senhor pensa sobre os ateus?

INRI CRISTO: “Há dois tipos de ateus bem distintos: o primeiro é o ateu que não crê em DEUS porque não crê no deus que os homens fizeram, o deus de ferro, de gesso, de barro, construído pelas perecíveis mãos humanas. O segundo é o ateu disfarçado, porque crê no deus feito pelos homens e no cristo congelado no céu de carne e osso. Ele ignora e não crê no DEUS verdadeiro, meu PAI, Supremo CRIADOR, único Ser incriado, único eterno, único Ser digno de adoração e veneração, único SENHOR do Universo. Para o segundo ateu é mais difícil alcançar o equilíbrio e vislumbrar o DEUS verdadeiro, uma vez que já preencheu seu intelecto de fantasias e sandices, ministradas desde a infância na catequese do embuste. Já no primeiro caso, por se tratar do ateu intelectual, portador de uma cabeça pensante, quando descobre o DEUS verdadeiro, o DEUS que fez os homens, ele passa a ter autoridade para ensinar e fazer outros ver que DEUS existe pelo caminho da lógica e da coerência, indissociáveis da verdade. Este está mais próximo da realidade e até prefiro dialogar com pessoas assim, como já sucedeu várias vezes em minha longa caminhada sobre a Terra, posto que têm a mente aberta e mais facilmente assimilam os ensinamentos que ministro da parte de meu PAI, SENHOR e DEUS”.

16) Já que o Senhor afirma “ninguém vem ao PAI senão por mim”, pode-nos explicar então como é DEUS?

INRI CRISTO: “Já tentei inúmeras vezes explicar DEUS, mas é impossível explicar DEUS; Ele é inefável. Posso descrever minha incomensurável intimidade com o ALTÍSSIMO, a emoção, a sublime sensação de conhecê-lo, de estabelecer a simbiose com Ele. Mas posso tentar explicar como é DEUS dizendo como o Universo é. Se eu pudesse juntar num só corpo a Via-Láctea, as galáxias, as estrelas, os planetas, o mar, a terra, todos os seres viventes, desde os animais, incluindo os seres humanos, até os vegetais, sem exceção, e ainda tudo que há de luminoso e de belo, e até mesmo o que não é belo, porque tudo pertence ao contexto da criação, só então estaria apresentando-vos DEUS. Todavia, devido à impossibilidade de juntar todas essas coisas ante o limitado foco visual de um ser humano, então voltamos à estaca zero. DEUS é onipresente, está em todo o Universo, mas o centro do poder divino está no céu, na vastidão do cosmos, motivo pelo qual disse a Pilatos: ‘Nenhum poder terias se não te fosse dado do alto ‘ (João c.19 v.10 e 11). Quem quiser comungar com DEUS e ter intimidade com Ele, deve erguer os olhos ao céu e invocá-lo diretamente no infinito, orando o Novo PAI-Nosso: ‘Ó PAI, Eterno e inefável, DEUS infalível, CRIADOR do Universo, santificado seja o teu nome. Seja feita a tua vontade assim na Terra como no céu. Graças te dou pelo manjar que emana de ti. Aparta-me dos erros e ilumina-me para que eu te sirva sem equívocos, glorificando-te, hoje e sempre, ó PAI!’ Essa é a oração mais forte, o meio mais sublime de comungar com DEUS. É a senha para falar com o SENHOR; depois então podes pedir a Ele as bênçãos e Ele te concederá de acordo com teu merecimento e humildade, dentro da lei da igualdade, que consiste unicamente em distribuir-se desigualmente a desiguais na medida em que se desigualam. Não existe outro SENHOR senão DEUS, como Ele mesmo disse: ‘Eu sou o SENHOR, este é o meu nome. Não darei a outro a minha glória nem consentirei que se tribute aos ídolos o louvor que só a mim pertence’ (Isaías c.42 v.8)”.

17) O Senhor poderia nos ensinar qual a melhor forma de fazermos nossas orações para agradar a DEUS?

INRI CRISTO: “Considerando a profundidade e a relevância deste ensinamento ao bem-estar de meus filhos e até mesmo da posteridade, recomendo que prepareis vosso espírito para uma resposta conclusiva. Explicarei em detalhes como deveis proceder na oração a fim de estabelecer um contato, um colóquio com o ALTÍSSIMO, meu PAI, SENHOR e DEUS. O ato de orar assemelha-se ao ato de bombear água de um poço quando se está com sede. A água pode até ser puríssima e abundante. Todavia, a fim de desfrutar dos benefícios que ela propicia, saciar a sede, necessitais bombeá-la a fim de que chegue ao alcance de vossas mãos. Assim é a oração. Vosso PAI celeste é Onipotente, Onisciente e Onipresente. Ele sabe de vossas necessidades antes mesmo que se acerquem de vós. No entanto, tendes que acionar o mecanismo cósmico com vossas palavras a fim de desfrutar das benesses celestiais e viverdes em gozo permanente no éden, bombeando as energias positivas via coluna vertebral para alimentar o cérebro e saciá-lo. Da parte de meu PAI, SENHOR e DEUS eu vos revelei a oração mais forte, sublime e poderosa que existe (o Novo PAI-Nosso) a fim de que pudésseis ter um meio de estabelecer o contato, a simbiose com o ALTÍSSIMO e fazer-lhe súplicas de acordo com vossas necessidades. Ao orardes, deveis conscientizar-vos de que estais invocando o Supremo CRIADOR, único ser incriado, único eterno, único ser digno de adoração e veneração, único SENHOR do Universo, o SENHOR da vida, do amor, da bonança, da prosperidade. Projetai vossas palavras em direção ao infinito e o SENHOR as receberá se vossa alma for junto com elas. E não é apenas de fé que necessitais; a fé é um complemento importante. Neste inefável momento, tendes que estar de corpo e alma na vossa oração, jamais permitindo qualquer interrupção, nem mesmo um ínfimo pensamento que não esteja ligado a vossa súplica. Os espíritos de baixas esferas irão tentar de todas as formas distrair vossa mente penetrando vosso canal neuronial, principalmente se não souberdes escolher um local apropriado onde podeis cultivar a paz e a tranquilidade. Uma vez interrompida a oração, tendes que iniciá-la novamente se de fato desejais entrar em contato com DEUS, que, por ser o SENHOR da perfeição, não aceita nada pela metade. Ao contrário, estareis jogando palavras ao vento. Por este motivo eu disse há quase dois mil anos para orar em casa, no quarto, com a porta fechada (Mateus c.6 v.6), transformando vossas casas em templos. Agora podeis melhor compreender por que raramente vossas súplicas são atendidas. Meu PAI só irá atender àqueles poucos que conseguem chegar até Ele incólumes, que não permitiram, não aceitaram a presença do maligno no momento da oração. O que vos falei pode ser comparado a uma olimpíada: muitos disputam, porém os poucos a receberem os galardões da vitória são aqueles que passaram pelos obstáculos sem se deter em nenhum deles. Ou seja: só os que conseguirem desviar-se de todos os demônios que tentam impedir a simbiose com o ALTÍSSIMO serão dignos do êxtase com o PAI e de ter sua súplica atendida.”

18) Por que DEUS não se manifesta diretamente aos demais seres humanos, só à sua pessoa?

INRI CRISTO: “DEUS é onipresente; vive e se manifesta não só em todos os seres humanos como também em todo o Universo. Sempre digo que, na luz de meu PAI, SENHOR e DEUS, que é em mim, amo todas as criaturas que se movem sobre a terra; assim também Ele ama todos os seres viventes e neles se manifesta. Não obstante, o colóquio, o diálogo íntimo Ele só estabelece diretamente com o Filho dEle, porque sou o Primogênito, pai da humanidade, e todos vós sois meus descendentes, viestes de mim. Assim podeis compreender o significado de minhas palavras: ‘Bem-aventurados os corações puros, eles verão DEUS ‘ (Mateus c.5 v.8), porque quem me vê, vê meu PAI. Assim como o rei fala com o primeiro-ministro e este distribui as ordens ao povo, da mesma forma o SENHOR do Universo, meu PAI, que é o Rei dos reis e SENHOR dos senhores, fala comigo diretamente e eu vos transmito a mensagem sideral que dEle emana. Eis por que eu disse quando me chamava Jesus: ‘Eu sou o caminho, a verdade e a vida; ninguém vem ao PAI senão por mim ‘ (João c.14 v.6); ‘Ninguém conhece o Filho senão o PAI, nem alguém conhece o PAI senão o Filho, e aquele a quem o Filho o quiser revelar ‘ (Mateus c.11 v.27)”.

19) Se DEUS é perfeito, por que existem seres imperfeitos?

INRI CRISTO: “Como já disse anteriormente, quando algo parecer errado na natureza emanada de DEUS, que não erra, na verdade faz parte de um todo que está certo. A imperfeição nos seres humanos faz parte da perfeição do mecanismo da lei de DEUS. Quando um ser humano nasce imperfeito, deve-se ao fato de haver violado a lei divina em anteriores encarnações e não ter conseguido resgatar o débito contraído. Ninguém nasce imperfeito senão para pagar débito carmático, porque DEUS é perfeito e criou o homem ‘à sua imagem e semelhança ‘ (Gênesis c.1 v.26). E aí reside também uma das provas da reencarnação. Se a existência de um defeito físico não fosse consequência do pecado, em regra geral proveniente de outras vidas, seria uma injustiça divina a proibição de se acercarem do altar pessoas com deformidade corporal (‘Todo homem da estirpe do sacerdote Arão que tiver qualquer deformidade corporal não se aproximará a oferecer hóstias ao SENHOR, nem pães ao seu DEUS, porque tem defeito e não deve contaminar o santuário do SENHOR ‘ – Levítico c.21 v.16 a 24). Se a reencarnação não existisse, seria uma crueldade que DEUS permitisse o nascimento de um ser aleijado para depois, impiedosamente, humilhá-lo proibindo-o de acercar-se do altar. Mas a existência da reencarnação põe lógica em tudo isto. No caso dos seres bestiais, o motivo de alguns nascerem com defeito não é em consequência do pecado porque eles não têm livre-arbítrio e, portanto, não pecam, além de não estar previsto que foram criados à imagem e semelhança de DEUS. A sábia natureza regula o nascimento de animais defeituosos a fim de propiciar o equilíbrio na cadeia alimentar; os jovens predadores que ainda não sabem caçar alimentam-se dos que têm dificuldade em se locomover, e assim por diante. Isso faz parte da manutenção do equilíbrio ecológico, que, sem a interferência dos seres humanos, vive harmoniosamente”.

20) INRI, por que Deus se diz misericordioso e benevolente mas a Sua mão sempre foi muito pesada? Satanás só matou humanos uma única vez e foi com o consentimento de Deus.

INRI CRISTO: “DEUS, meu PAI, é misericordioso, bondoso. Por força de expressão, é comumente dito que a mão do SENHOR é pesada; se assim for, então na verdade não apenas a mão, mas Ele inteiro é pesado. O SENHOR é onisciente, onipotente e onipresente. Ele é o Universo; logo, tem o peso do Universo. Quanto a matar, castigar, por força de expressão está na Bíblia escrito que DEUS derramou o dilúvio sobre a Terra, está na Bíblia escrito que DEUS mandou matar, etc. Todavia, interpretando a lei divina, eu vos digo em verdade que meu PAI não castiga ninguém, nunca castigou, e sim Ele criou leis perfeitas, imutáveis e eternas. A lei dEle sim é pesada, inexorável e, portanto, castiga os malfeitores, ou seja, demanda o resgate do débito carmático. DEUS é tão perfeito e criou leis tão perfeitas que não precisa descer de sua majestade para castigar alguém; Ele é apenas o SENHOR, o majestoso SENHOR do Universo, e manda o Filho dele de vez em quando aqui na Terra para interpretar a lei e instruir. Por isso eu digo que sou o caminho, instruo os homens de boa vontade, os seres humanos que anseiam por andar dentro da lei. Agora insisto em dizer: DEUS, meu PAI, é bondoso e misericordioso e não é Ele quem castiga. Misericordioso porque quando humildemente Lhe é dirigida uma súplica, Ele atende até mesmo os pecadores e mitiga o sofrimento dos que estão expiando os pecados. Confiai Nele e jamais vos arrependereis.”

21) O que aconteceu aos espíritos imundos da Legião que colocaste em uma manada de porcos e que se atirou no precipício?

INRI CRISTO: “Todos os espíritos imundos, que são os espíritos de baixas esferas, quando desencarnados, estando excessivamente assoberbados de pecados (cujo peso não lhes permite a ascensão), sempre reencarnarão de novo em algum ser bestial até concluir o tempo da evolução e consequente higienização. Quando os porcos morreram, aqueles espíritos imundos foram encontrar outros porcos para se apossar, ou até mesmo outros seres humanos para atormentar porque, como bem disse, eram espíritos imundos. Mesmo hoje em dia já cansei de ver espíritos imundos incorporando em alguém para provocar acidentes, para produzir cenas deprimentes e fazer o teatro do ridículo… mas enfim, como tudo na criação divina tem um significado, uma razão de existir, o ALTÍSSIMO permite a existência dos espíritos de baixas esferas a fim de que sirvam como instrumento de purgação e evolução dos seres humanos”.

22) Qual é a relação, digamos, amistosa entre Deus e o diabo? Pergunto isso porque um dos mandamentos de Deus é amarmos nossos inimigos. A pergunta é: Deus ama seu arqui-inimigo, Satanás? Qual é o sentimento dele em relação ao demônio? Sobre o sentimento de DEUS, e não o nosso, que necessariamente não devemos amar o diabo, claro.

INRI CRISTO: “O Supremo Criador do Universo, meu PAI, único Ser incriado, único eterno, único Ser digno de adoração e veneração, não tem relação amistosa com o diabo ou com qualquer outra criatura no contexto da criação; Ele está num plano superior. O diabo, que também chamais demônio, é criatura divina; DEUS propiciou sua existência com a função específica de levar os seres humanos ao caminho da purgação e consequente evolução. Das culminâncias de Sua insofismável onipresença, o SENHOR simplesmente vê o conjunto da criação funcionar. Ele não tem um sentimento específico em relação ao demônio. Há quem possa pensar que DEUS odeia o demônio. O SENHOR é inefável, indescritível, mas se fosse para atribuir-lhe um sentimento, seria o de gozo, de regozijo com toda criatura, e no meio de toda criatura está o demônio com essa função que acabei de mencionar. Em tudo existe o polo positivo e o negativo, que não são meramente opostos e sim complementares. Um não funciona sem o outro. Já imaginaste uma lâmpada só com o polo positivo? Ela não irá funcionar, pois são necessários os dois polos. O demônio só é mau se tu permites que ele seja mau ao fazeres mau uso do livre-arbítrio; ao contrário ele não é mau, e sim faz parte do todo, do corpo energético que é DEUS. Tu podes usar uma faca para descascar uma laranja como também para suicidar-se ou matar; tudo é uma questão de como irás fazer uso do livre-arbítrio. Na verdade, só quem está subjugado ao demônio odeia o demônio. Quando evoluirdes e obtiverdes o dom da compreensão, seguireis o exemplo de vosso Mestre, pois na luz de meu PAI, SENHOR e DEUS, que é em mim, amo todas as criaturas que se movem sobre a Terra”.

23) Pecar é fazer mal a alguém e a outrem. Apreciar revistas como a sexy faz mal a alguém em que sentido (por se tratar de ser pecado)?

INRI CRISTO: “Pecado é tudo aquilo que faz mal a ti e a outrem; tudo aquilo que não faz mal a ti nem aos outros não é pecado. Em se tratando de revistas pornográficas ou apenas sensuais como a Sexy, se tu apenas olhares sem maldade e não sofrer nenhuma alteração comportamental, não é pecado. Mas é pecado se olhares e desejares o corpo das mulheres, deixando que tuas energias sagradas do sexo sejam desperdiçadas, pois isso irá te fazer mal, irá te ocasionar um vazio e mal estar. Enfim, tudo depende do ponto de vista e do comportamento do observador. Só para tua informação, em dezembro de 2004, um jornalista freelance vendeu uma excelente matéria que havia feito sobre mim justamente para a revista Sexy. Não me curvo aos falsos moralismos; tão somente ensino meus filhos a serem realistas. Se olhardes vossos corpos conscientes de que são o bem mais valioso concedido pelo bondoso PAI Celeste, não há porque vos envergonhardes ou encontrar pecado onde não existe. Ninguém nasceu de roupa. A maldade está no coração dos seres humanos que vivem à revelia da lei de DEUS”.

24) Qual a diferença entre os espíritos anjos e os espíritos homens: ou seja, anjos chegaram a ser espíritos animais que evoluíram até homens, e finalmente anjos? Ou são privilegiados de Deus?

INRI CRISTO: “Não é uma questão de serem privilegiados de DEUS, e sim de exercer uma função diferente no contexto da criação divina. Os seres humanos passam pelo processo de evolução, às vezes sendo auxiliados por esses seres de luz chamados anjos. Os espíritos de luz (anjos), como o próprio nome diz, são corpos energéticos de luz divina que têm justamente a missão de iluminar, despertar o lado sublime da mente dos habitantes da terra que invocam o PAI celeste em busca de ajuda e orientação. Eles não são aqueles seres bonitos de asinhas e cara de criança, não têm uma identidade própria, ego, personalidade. Resumidamente, eles auxiliam os seres humanos no processo de evolução e elevação espiritual. Quanto mais o homem transcende para o plano espiritual, mais os espíritos de luz se acercarão e lhe propiciarão inspiração em seus atos, palavras e pensamentos. Eles operam no plano sutil; nem sempre é possível detectar quando um espírito de luz está auxiliando alguém. Há também espíritos evoluídos (portanto, que já estiveram na terra) que podem transmitir uma mensagem a algum terráqueo após desencarnar. Mas isso deve acontecer naturalmente, não significa que deveis invocá-los; ao contrário, deixai-os seguir sua trajetória no plano cósmico para que repousem em paz no seio do PAI”.

25) Em 04 e 05/12/2002, o Programa do Ratinho apresentou uma matéria em que cientistas gravaram um som proveniente das profundezas da Terra, propagado por algumas religiões como o som do inferno. O Senhor pode esclarecer melhor essa questão?

INRI CRISTO: “As vozes gravadas pelos cientistas não são oriundas do inferno nem de demônios porque os espíritos das trevas não possuem corpo físico, consequentemente não podem emitir vozes. O inferno, como já disse e repito, se situa na cabeça do ser humano que não vive em sintonia com a lei divina. Na verdade, o som gravado pelos cientistas é o som da natureza refletindo o gemido das dores reservadas para o porvir da humanidade. DEUS permitiu que este som fosse gravado e exibido ao público como um prenúncio dos finais dos tempos (“E então será grande a tribulação como nunca foi desde o princípio do mundo até agora, nem será jamais” – Mateus c.24 v.21). Obviamente, existem alguns espertalhões manipulando estas vozes no intuito de amedrontar os incautos e mais facilmente extorquir-lhes seus parcos recursos na ilícita chantagem do dízimo”.

26) Assim como o Senhor, o Dr. Luiz Howarth, o “papa do diabo”, também afirmou que esse som não vem do inferno. Ele disse ainda que DEUS e o diabo são iguais. Qual a sua opinião sobre ele e sua ideologia?

INRI CRISTO: “Ele é um intelectual ou intelectualoide (depende da condição que ele prefere assumir) que, apesar de não reconhecer minha identidade, a princípio vejo tratar-se de uma pessoa estudada, inteligente. É portador de algumas ideias válidas: posiciona-se contra o charlatanismo e oportunismo das religiões, reconhece o equilíbrio entre as forças positivas e negativas da natureza, etc. Como foi frustrado na sua condição, na sua carreira profissional acadêmica, passou a se auto intitular representante do demônio e viver disso. Mas na hora de assumir as responsabilidades inerentes ao demônio ele foge, ou seja, nega as obras do demônio. Também está equivocado ao afirmar que DEUS é igual ao demônio (pois até o demônio é uma criatura divina) e que o demônio não usa o corpo físico de outrem para realizar suas obras. Na verdade, DEUS criou o bem e o mal, porque o bem não existiria se o mal não existisse nem o mal existiria se o bem não existisse; tudo no contexto da criação tem um significado, uma razão de existir. Reitero uma vez mais: assim como é necessário existir os polos positivo e negativo a fim de gerar a energia elétrica, assim também na natureza tudo tem o seu lado positivo e negativo. O negativo só se torna mau quando o homem não faz bom uso do livre-arbítrio que DEUS lhe concedeu”.

27) O Senhor poderia nos transmitir uma definição do amor a DEUS?

INRI CRISTO: “O amor a DEUS, ao SUPREMO CRIADOR, é a mais elevada e sublime manifestação do amor, que é a força geradora de vida e transmissora da felicidade. É por amor a meu PAI que estais unidos a mim e a vossos irmãos, é por amor que enfrentais toda sorte de vicissitudes e peripécias para estardes comigo na luta contra o principado das trevas, almejando a consolidação do Reino de DEUS sobre a terra. Só aqueles que amam apaixonadamente podem transmitir amor, manifestado através de palavras, obras, gestos e pelo brilho nos olhos, que são a janela do espírito, espelho da alma. O verdadeiro amor está amparado na confiança, segurança e felicidade mútuas. É assim que eu vos amo e dessa forma deveis amar uns aos outros. O espírito das trevas pode até vos enganar dizendo que eu exijo obediência, mas na verdade a obediência não é a mim e sim a meu PAI, SENHOR e DEUS, que, de acordo com vossa observância à sua Santa Lei, vos abençoa com sabedoria e abundância”.

28) E o amor entre os seres humanos?

INRI CRISTO: “Eu sou o amor e vos ensino a amar. Quando este sentimento verdadeiramente aflorar-se em vós, não mais sereis egoístas nem possessivos, não suceda aprisionardes vosso ser amado e na prisão ele vos abandone. O amor está no espírito. Quando duas pessoas amam-se de verdade, o fluido do amor interage entre elas mesmo à distância. Só ao ouvir a voz de quem se ama já se sente um regozijo, uma alegria interior. Este é o amor verdadeiro. O amor verdadeiro pode ser sentido, todavia jamais tocado ou possuído, pois é uma força poderosa, porém sutil; então basta que esteja presente. E não penseis, meus filhos, que o cadeado é invariavelmente uma chave de aço. Muitas vezes transformais vossa língua em cadeado ao obrigar vosso adjutório a realizar vossas vontades sem se importar com seus sentimentos, tolhendo-lhe a liberdade, o direito à individualidade, olvidando-se do respeito que deve acercar-se de vós. Para a existência do amor não é obrigatoriamente necessário estar o tempo todo ao lado do ser amado. Muitas vezes é mister que o vento sopre entre vós, fortificando e consolidando o relacionamento. Se amais somente quando estais com vosso companheiro, então não amais. Carregais em vosso coração o sentimento da possessão. Amar consiste em atingir o coração do outro mesmo à distância, pois amar é dar tudo sem nada exigir em troca”.

29) Como seria a forma mais sublime de manifestar o amor?

INRI CRISTO: “Acima de toda e qualquer forma de amor possível entre duas pessoas está o amor a DEUS; o amor puro é DEUS. Embora a maioria dos seres humanos até hoje não tenha percebido, desde os tempos mais longínquos este mandamento já estava registrado nas Sagradas Escrituras para lhes servir de leme, no afã de facultar-lhes viver bem e felizes na Terra. (‘Amarás ao SENHOR, teu DEUS, de todo o teu coração, e de toda a tua alma, e com toda a tua força. Estas palavras… estarão gravadas em teu coração… e tu as meditarás sentado, em tua casa, e andando pelo caminho, e estando no leito, e ao levantar-te ‘ – Deuteronômio c.6 v.5 a 7 / ‘O SENHOR, teu DEUS, circuncidará teu coração… para que ames o teu SENHOR de todo teu coração e de toda a tua alma, a fim de que possas viver… Este mandamento, que hoje te intimo, não está sobre ti, nem longe de ti, nem está posto no céu, de sorte que possas dizer: qual de nós pode subir ao céu, para que no-lo traga, e o ouçamos e ponhamos por obra? Nem está do lado além do mar, para que te desculpes e digas: qual de nós poderá passar o mar e o trazer, para que possamos ouvi-lo e cumprir o que nos é mandado? Mas este mandamento está perto de ti, está na tua boca e no teu coração, para o cumprires ‘ – Deuteronômio c.30 v.6 a 14). Confiai plenamente em vosso PAI Celeste, unicamente Ele pode confortar-vos em qualquer lugar e iluminar-vos com seu eterno e incomensurável amor. O amor dos seres humanos é falível, está sujeito às intempéries da vida. Não obstante, o amor a meu PAI, SENHOR e DEUS, que é em mim, jamais se exaure, jamais decepciona ou enfraquece. Sem o amor ao ALTÍSSIMO a vida não tem sentido. Eu não quero viver um só segundo na terra que não seja para cumprir a vontade de meu PAI. Unicamente por Ele vivo e unicamente a Ele temo. Acima de tudo e de todos está DEUS. Os homens fenecem, mas o SENHOR existe e existirá para todo o sempre; Ele é a própria existência. O amor de DEUS é o único que não se exaure jamais”.

DEIXAR UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

5 × 4 =