PARÁBOLA DO BEM E DO MAL

Assim falou INRI CRISTO, a bordo do veículo motor-home da SOUST, ao aspirante a discípulo que lhe disse: ‘Este mundo é muito mau, muito perverso’, referindo-se ao lado nefasto dos seres humanos que roubam, matam, enganam, trapaceiam, mentem, perseguem:

“Nada acontece na terra sem o consentimento de DEUS e, por este motivo, esse lado do mundo que tu consideras mau não será mau se não fores bobo, ingênuo, tanso. Enquanto não estiveres alerta, com teus olhos bem abertos e teus sentidos bem aguçados, esse lado mau do mundo será bom para despertar tua consciência adormecida. DEUS, o Supremo CRIADOR, permite a existência do lado negativo da espiritualidade (o demônio, espírito das trevas) no intuito de servir como instrumento de purgação e evolução para os seres humanos. O demônio é útil no contexto da criação divina; ao contrário, o ALTÍSSIMO não lhe permitiria existir.

Estás vendo estes veículos que trafegam no sentido contrário ao nosso? Podes olhar em direção a eles e pensar: ‘Ah, como são maus, podem esbarrar em mim a qualquer momento’. Em verdade, meu filho, eles não são maus. São tão bons quanto este veículo no qual estamos trafegando. Tu é que necessitas vigiar para não colidir. Eles só se tornarão maus se não souberes te posicionar devidamente, se não souberes te equilibrar neste lado da estrada sem esbarrar neles.

Assim é na vida. O demônio está sempre procurando nos seres humanos uma brecha, um meio através do qual possa atuar. Tens que aprender a te desviar do maligno assim como te desvias desses veículos, ao contrário colidirás inevitavelmente. O demônio está sempre à espreita, à procura de um corpo, portanto se mantiveres o espírito bem alerta, atento, ao deparar com o maligno ele não poderá se apossar de ti e fazer-te de cavalgadura, de instrumento de dominação.

Da mesma forma é o bem. O bem que há em ti pode tornar-se mal se não souberes usá-lo com discernimento. Se não fizeres bom uso do poder, da força que DEUS te concedeu, por exemplo, podes utilizar uma faca (a mesma que usas para descascar uma laranja) para te esfaquear. Neste caso, o bem transforma-se em mal. Tu podes contemplar a grandeza e a imensidão do mar, mergulhar teu corpo em suas benéficas águas e ao mesmo tempo, se não souberes estabelecer a barreira, serás devorado pela impiedosa correnteza das marés.

Tu necessitas dos banhos de sol para dar saúde ao teu corpo, fortificar teus ossos. Não obstante, se excederes o limite de exposição aos raios solares, estarás sujeito a queimar tua pele e até mesmo desenvolver um câncer. A comida que serve para nutrir teu corpo, dando-lhe condições de sobreviver, pode provocar uma enfermidade e até levar ao fenecimento se te alimentares desmesuradamente, excessivamente. A água, vital para tua sobrevivência, se não for ingerida em equilíbrio prejudicará teu organismo. E assim sucessivamente…

Abeverê, minha discípula mais antiga, disse muitas vezes: ‘Ah, se eu pudesse, estrangulava o demônio, acabava com ele’. Eu respondi-lhe que não era possível; o demônio não pode ser exterminado, ele é uma criatura divina. O demônio, ou o lado negativo da espiritualidade, deve ser disciplinado, amarrado, dominado. Tudo depende do teu bom proceder, está vinculado ao despertar da tua consciência. Na verdade, o lado negativo não pode ser eliminado; ele deve, tão somente, ser sobrepujado pela luz.

A hora em que tu te adequares espiritualmente e aprenderes a usar a faculdade do discernimento, o lado mau de todas as coisas e as energias negativas serão transformadas em luz. Só será uma questão de como te posicionarás diante de DEUS e da lei divina ao fazer bom ou mau uso do livre arbítrio.”

DEIXAR UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

2 × um =