9 – Ato Libertário, nascimento da SOUST, discípulos e seguidores, futuro da SOUST, pregações, o que é o MÉPIC

1) Qual é a origem de sua igreja, a SOUST?

INRI CRISTO: “A SOUST, diferente de todas as igrejas e seitas ditas ‘cristãs’, não nasceu da reunião de meia dúzia de velhacos preocupados em achar mais uma maneira de sugar as parcas economias do povo, e sim de uma revolução. A fim de fundar a nova ordem religiosa católica pondo fim ao primado de Pedro, por ordem de meu PAI, SENHOR e DEUS tive que romper com minha antiga igreja (ou melhor, com o que sobrou dela), a romana, a única que deixei quando disse no singular: ‘Pedro, tu és Pedro e sobre esta pedra edificarei a minha igreja’ (Mateus c.16 v.18). Em 28/02/1982, reuni-me em Belém do Pará, na praça Dom Pedro II, com mais de dez mil pessoas previamente convocadas através da TV Guajará (canal 4 de Belém). De lá segui em procissão até a catedral, onde o sacerdote Faustino de Brito e seus comparsas enganavam o meu povo exibindo-lhe uma estátua fria, feita pelas perecíveis mãos dos homens, a qual dizem ser eu. Interrompi aquela farsa chamada missa e expulsei os sacerdotes, bradando: ‘Saiam daqui, ladrões mentirosos, adoradores de ídolos, vendilhões de falsos sacramentos. Eu sou Cristo!’. Ato contínuo, subi no altar. Por ordem de meu PAI, pratiquei o gesto libertário: arranquei a estátua da cruz e quebrei-a ante o olhar estupefato dos presentes que exclamavam: ‘Cristo! Cristo! Cristo!’. Mostrei através deste ato que estou de carne e osso na Terra e não sou um bonequinho eternamente pregado na cruz. Então, o SENHOR disse: ‘Vê, meu filho, esta não é tua casa nem minha casa. Minha casa é tua casa. Esta é a casa da idolatria, é a casa que vende o teu nome e meu nome. Assemelha-se a uma prostituta, pois, enquanto a prostituta vende o seu corpo, esta casa, que foi tua igreja, vende os sacramentos, que são o seu corpo. E por causa da iniquidade que reina em todas as igrejas, nelas não há mais lugar para mim nem para ti. Por isto te ordeno: institui aí na Terra o meu Reino, anuncia ao mundo que esta ordem veio de mim. Eu sou o DEUS de Abraão, de Isaac e de Jacob. Eu sou o teu SENHOR e DEUS, único Ser incriado, único eterno, único Ser digno de adoração e veneração, único SENHOR do Universo, o mesmo que te confortou quando agonizavas na cruz’. Foi neste momento dramático e de extrema gravidade que o SENHOR disse o nome da nova ordem católica, culminando com o nascimento da SOUST (Suprema Ordem Universal da Santíssima Trindade, sendo também Suprema Ordem Católica da Santíssima Trindade, posto que as palavras ‘universal’ e ‘católica’ na tradução se revezam no mesmo significado), minha nova e única igreja, a formação de um só rebanho e um só pastor (João c.10 v.16). Posteriormente, os sacerdotes chamaram os policiais, que me conduziram à Central de Polícia e de lá ao presídio ‘São José’, onde permaneci durante quinze dias e saí sem depender de advogados. Uma junta psiquiátrica nomeada oficialmente pelo juiz Dr. Jaime dos Santos Rocha e presidida pelo Dr. Nerival Barros, examinou-me e declarou à imprensa que, por meu cérebro atuar numa esfera superior, atípica, só poderiam ‘…concluir um laudo, conforme perspectivas otimistas, no dia do Juízo Final’. A Rede Globo registrou todo o evento e mostrou ao público tão somente o momento em que fui detido. No domingo seguinte à revolução, uma equipe vinda especialmente do Rio de Janeiro em nome do programa Fantástico, fez uma ampla matéria no presídio. Entrevistou policiais, carcereiros, detentos, a maioria dos quais se pronunciou a meu favor. Todavia, jamais a publicou, tampouco minha saída triunfal da prisão. Até hoje o povo brasileiro ignora este acontecimento histórico devido ao boicote urdido pelos lacaios de Roma”.

(Ver jornal O Liberal, de 01/03/1982, arquivado na SOUST. Leia Limpeza na Catedral de Belém no livro DESPERTADOR).

2) Por que sua igreja (SOUST) esteve 24 anos sediada em Curitiba?

INRI CRISTO: “O SENHOR determinou que a sede provisória da SOUST deveria ser estabelecida na capital mais elevada do país depois da capital federal, que é justamente Curitiba, a cidade onde vivi por mais tempo a vida profana, como profeta de um Deus desconhecido. Lá permaneci o período mais longo e amargo da reprovação que enunciei  prenunciando meu retorno (“Mas primeiro é necessário que ele sofra muito e seja rejeitado por esta geração. Assim como foi nos tempos de Noé, assim será também quando vier o Filho do Homem” – Lucas c.17 v.25 a 35). Mas foi lá também que reencontrei muitos de meus filhos que permaneceram fiéis ao SENHOR e enfrentaram comigo inúmeras tempestades, confiantes no triunfo da justiça divina. O SENHOR disse que quando o povo de Curitiba não me chamasse por outro nome que não fosse INRI CRISTO, então estaria cumprido o meu tempo naquela cidade e chegada a hora de partir”.

3) Se o Senhor afirma que as Américas são o Novo Mundo, o novo céu e a nova terra, onde se situa a Nova Jerusalém anunciada no Apocalipse?

INRI CRISTO: “A Nova Jerusalém é a capital federal do Brasil, sem prejuízo do nome oficial, Brasília, concedido pelas autoridades terrestres. Por ser a capital mais alta do país, meu PAI disse e está previsto nos estatutos da SOUST que em Brasília deve se situar a sede definitiva do Reino de DEUS, conforme a visão do discípulo João (‘Transportou-me em espírito a um grande e alto monte, e mostrou-me a cidade santa, a Nova Jerusalém’ – Apocalipse c.21 v.10). Em maio de 2006, após 24 anos em Curitiba, foi oficializada a transferência da sede da SOUST para Brasília, que é a Nova Jerusalém”.

4) Qual o significado do iconoclasta Ato Libertário que o Senhor praticou em 28/02/1982 no interior da catedral de Belém do Pará?

INRI CRISTO: “Ao perpetrar o Ato Libertário estava simbolicamente libertando o meu povo dos dogmas (cadeados do raciocínio), da escravidão da idolatria, da fantasia e da mentira, impostos no transcorrer dos séculos pelos sucessores de Constantino, imperador romano responsável pela introdução dos cultos pagãos no seio do Cristianismo. Fora um ato de amor à humanidade, no afã de dar-lhe consciência de que não sou um bonequinho eternamente pregado na cruz e sim o Filho de DEUS vivo, de carne e osso na Terra. Mesmo sabendo que seria hostilizado, detido, submetido a exames psiquiátricos, só por obediência a meu PAI e muito amor à humanidade entreguei meu corpo físico à violência uma vez mais a fim de mostrar ao povo cristão que a estátua, por ser cega, não pode ver a miséria, a desgraça do povo; por ser surda, não pode ouvir o clamor do povo; por ser muda não pode interceder junto a meu PAI, SENHOR e DEUS a favor de quem quer que seja, tão pouco proferir palavras de bênçãos. Só Ele, o ALTÍSSIMO, pode atender às súplicas do povo e conceder-lhe bênçãos”.

5) Se a sua igreja, SOUST – Suprema Ordem Universal da Santíssima Trindade, é a única igreja verdadeira, e segundo sua afirmativa, o Senhor voltou para libertar o seu povo do jugo dos falsos religiosos, dos grilhões da idolatria, da fantasia e da mentira, para o ser humano ser salvo implica que ele deva pertencer à sua igreja?

INRI CRISTO: “Enquanto o Reino de DEUS viceja a duras penas e não está ainda consolidado sobre a Terra, a única casa de oração verdadeira deveras é a SOUST, onde os seres humanos que buscam a verdade recebem gratuitamente o amor e a bênção de meu PAI, SENHOR e DEUS, que é em mim. As pessoas que freqüentam a SOUST vêm por saudades do reencontro, para sentir a paz da casa do SENHOR, não meramente por cumprir uma obrigação ou formalidade. Todavia, para o ser humano ser salvo não implica que deva pertencer à SOUST, até porque não existe cadastramento dos frequentadores. Ademais, os ensinamentos que deixei há dois mil anos valem também para os dias atuais. E eu ensinei meus filhos a orar no quarto, em oculto, com a porta fechada (‘Tu, porém, quando orares, entra no teu quarto e, fechada a porta, ora a teu PAI Celeste. E teu PAI, que vê o que se passa em segredo, te dará a recompensa’ – Mateus c.6 v.6). Logo, se uma pessoa guarda em seu interior os ensinamentos que ministro da parte de meu PAI e cultiva o sagrado vínculo com o ALTÍSSIMO onde quer que esteja, ela tem maiores chances de estar entre os eleitos no dia do Juízo. Mas é óbvio que quanto mais alguém tem a oportunidade de ouvir diretamente minhas palavras, mais ela estará preparada para caminhar dentro da lei de DEUS. Existem pessoas de vários estados do Brasil e até de outros países que cultivam um forte vínculo com o Reino de DEUS mesmo estando distantes da sede da SOUST e quando podem vêm visitar-me”.

6) O Senhor deve disputar a pregação da lei divina com milhares de igrejas evangélicas existentes em todo o mundo. O Senhor poderia argumentar que para fazer a verdade chegar ao mundo bastaria pregar por uma cadeia de TV. Mas, na prática, sem uma representação local de sua igreja, os que se dizem “pastores” rapidamente fariam com que seus ensinamentos fossem desacreditados por aqueles que cressem. E para que isso não ocorresse, o Senhor deveria ter uma igreja local em todos os lugares. O Senhor pretende expandir sua igreja por toda a terra? Como?

INRI CRISTO: “A resposta desta pergunta é inerente à anterior. Em primeiro lugar, eu não preciso disputar a pregação da verdade com as igrejas ditas evangélicas. Ao contrário: quanto mais essas igrejas se multiplicam e em consequência o número de seus seguidores, mais estão me poupando da difícil missão de separar as ovelhas das cabras (Mateus c.25 v.32), posto que os eleitos, filhos de DEUS autênticos, conscientes do que adverti quando me chamava Jesus (‘Orai e vigiai, que ninguém vos engane… porque falsos cristos e falsos profetas virão em meu nome, farão prodígios e enganarão a muitos, até os eleitos se possível fosse’ – Mateus c.24 v.5 e 24), não se deixarão contaminar pelas verborreias proferidas pelos falsos profetas. Tenho consciência de que os meus filhos, mais cedo ou mais tarde, virão a mim. Aconteça o que acontecer, não importa as religiões por que passem, os eleitos sempre sentirão que existe algo errado e, impelidos por DEUS, conseguirão chegar à minha presença e assimilar meus ensinamentos. Enquanto bebo de gole em gole a última porção do cálice amargo da reprovação, meu PAI está me fazendo conhecer de perto meus filhos legítimos que lutam pela causa divina mesmo enfrentando o menosprezo da iníqua e corrupta sociedade contemporânea. Não sou eu que devo preocupar-me em salvar os seres humanos; os seres humanos é que devem mostrar sua dignidade perante o ALTÍSSIMO. Na hora certa poderei falar a toda a humanidade e expandir o Reino de DEUS sobre a Terra. Todavia, para muitos será tarde, tarde demais: a justiça divina resplandecerá”.

7) De onde vêm os proventos para o sustento seu e dos integrantes da SOUST?

INRI CRISTO: “Coerente com o que falei há dois mil anos: ‘Dai de graça o que de graça recebestes’ (Mateus c.10 v.8), aqui na casa do SENHOR não se vende sacramento, não se faz chantagem de dízimo, mas os filhos de DEUS autênticos, inspirados por DEUS, dão com a mão direita sem que a esquerda saiba quanto e assim participam da provedoria da casa do SENHOR, onde o luxo não está em poltronas confortáveis e sim na sabedoria. Só participam da minha luta os que têm consciência de minha identidade e que sentem vontade de estabelecer um vínculo com a causa divina, com o Reino de DEUS formalizado pela SOUST. Se sou convidado a comparecer num programa de televisão aqui no Brasil, o anfitrião patrocina o combustível do veículo (motor-home), a bordo do qual me desloco acompanhado do meu séquito. Todavia, não cobro cachê porque não sou artista e não tenho ambição pessoal. Não possuo nem jamais possuirei bens materiais. Quando sou convidado a proferir uma palestra numa faculdade ou universidade, como já fui à USP, à FAAP, à UNISO, entre outras, os estudantes se reúnem para angariar os proventos do combustível. Nesta última vez em que fui à USP, me reuni com centenas de estudantes e eles ficaram muito felizes. Quando vou para o exterior, a exemplo da RTL da Alemanha e SIC de Portugal, os organizadores enviam as passagens aéreas para mim e para os discípulos que me acompanham, além de obviamente arcar com as despesas da estadia no hotel”.

8) O que acontecerá com sua igreja e seus discípulos quando o Senhor desencarnar?

INRI CRISTO: “Em primeiro lugar, meu PAI disse que qualquer ser humano que desejar o meu desencarnamento precoce será acometido por uma moléstia incurável, e nem mesmo eu posso interceder, suplicar misericórdia ou perdão a favor desses agentes emissários do maligno. O ALTÍSSIMO, meu PAI, lembrou que estou aqui na Terra unicamente para cumprir Sua santa vontade e que toda a humanidade me verá com os cabelos naturalmente brancos da cor da neve (Apocalipse c.1 v.14). Lembrou-me ainda o SENHOR das inúmeras pessoas que eu vi com meus olhos fenecerem por haver-me desejado o mal, uns por acidentes, outros agonizando longos anos moléstias incuráveis. Houve até quem, acometido de câncer, já com pouco mais de 30 quilos de peso, suplicou-me permissão para fenecer. O ‘vigário’ da catedral de Belém do Pará na ocasião da revolução, Faustino Calixto Brito, que ordenou retirarem minha túnica na central de polícia, passou dez anos consciente em estado vegetativo vítima de um derrame cerebral. Já o então ‘arcebispo’ Alberto Gaudêncio Ramos, também após longo período de purgação, faleceu com câncer e pediu no leito de morte que fosse enterrado na catedral, palco da divina revolução. E assim também houve muitos casos de pessoas que receberam o misericordioso castigo divino por haverem blasfemado e se posicionado contra o Reino de DEUS. Uma vez que eu nunca vou morrer, e sim tão somente desencarnar, assistirei meus discípulos do plano espiritual na continuação da minha obra, cada qual cumprindo a missão que lhe foi designada pelo ALTÍSSIMO”.

9) Quando o Senhor morrer, deixará obviamente discípulos na Terra. Como irão se reproduzir, se o sexo é proibido entre eles? Os discípulos estão preparados para a sua morte? Eles continuarão tocando a SOUST? Haverá um chefe da igreja? Quem está sendo preparado para isso?

INRI CRISTO: “Em primeiro lugar, jamais morrerei porque a morte não existe; vou apenas desencarnar. Todos os meus discípulos têm consciência de que um dia dormirei o sono dos justos. Logo, eles não estão preparados para a minha morte e sim para a minha vida, porque eu não morri; eu vivo e viverei sempre. Quando eu desencarnar, conforme está previsto até nos estatutos da SOUST, continuarei instruindo meus discípulos do plano superior. Quanto à reprodução, sempre haverá reprodutores na Terra. Tão somente meus discípulos, por serem príncipes do Reino de meu PAI, abstêm-se da função de reprodutores não porque são proibidos e sim por conscientização da lei divina. Mas os filhos de DEUS, herdeiros da Terra, estes continuarão reproduzindo naturalmente e dentre eles sempre haverá pessoas predestinadas ao serviço do SENHOR, que continuarão organizando, administrando a SOUST, cada qual na sua posição hierárquica. Haverá também o Conciliador, conforme os estatutos, que será responsável pela administração da igreja, acompanhado pelos demais integrantes da diretoria. Não preparei ainda ninguém para isso, porque ainda não está na hora. Por enquanto eu sou o Mentor Espiritual e Regente da SOUST. Mas quando chegar a hora a pessoa certa será preparada para ocupar não o meu lugar, e sim o cargo de Conciliador”.

10) Quantos são os seguidores de INRI CRISTO?

INRI CRISTO: “Nós não temos o hábito alienante de cadastrar as pessoas que participam da nossa missão, por isso não é possível definir numericamente quantos são ao todo. Existem seguidores em Portugal, na Austrália, na Inglaterra… Os meus filhos estão unidos a mim pelo coração, pelo grande amor que nos une, que é o amor ao CRIADOR Supremo, o sublime amor a DEUS, meu PAI. Então não importa onde estejam, eles cultivam o vínculo com o Reino de DEUS, porque o Reino de DEUS é um Reino de Luz. Os meus filhos vêm a mim não por uma obrigação religiosa e sim por amor, porque sentem saudades e querem aprender a Lei de DEUS que lhes transmito.”

11) Cristo reunia em torno de si multidões. Por que o Senhor aparentemente tem poucos seguidores?

INRI CRISTO: “As multidões se acercaram de mim até o momento da crucificação. Nesta hora só permaneceram perto de mim algumas mulheres e um único discípulo, João. Os demais se dispersaram. Ironicamente, as mesmas vozes que antes me aclamavam: “Hosana ao Filho de David!”, foram as que, na hora da decisão final, fustigadas pelos sacerdotes, gritaram: “Crucifique! Crucifique!”. Após a crucificação, minha imagem ficou impregnada no inconsciente coletivo e no Sudário, facultando ao povo identificar que sou o mesmo. Todavia, enquanto estou no período da reprovação, muitos me olham e poucos podem ver quem sou; só aqueles a quem DEUS der o dom de ver, ‘porque são muitos os chamados, porém poucos os escolhidos’ (Mateus c.20 v.16). O SENHOR removerá as vendas dos olhos de toda a humanidade e só quando chegar Seu dia de glória, estes que agora rumam a esmo, sem saber de onde vêm nem para onde vão, se dirigirão a mim. Então muitos quererão vir à minha presença não por amor e sim pelo soprar do vento. Para a maioria, não obstante, será tarde, tarde demais: a justiça divina resplandecerá. Os querubins e sentinelas divinos os impedirão de se aproximar. Todo ódio, escárnio, desdém, menosprezo, serão transformados em amor impossível”.

12) Por que agora há mais discípulas do que discípulos lhe seguindo?

INRI CRISTO: “Porque no momento da dor cruciante e do sofrimento, foram elas que permaneceram próximas a mim, choraram, gritaram e bateram no peito em protesto contra a crucificação. Foram elas que estiveram unidas comigo, deram-me alento e confortaram-me até o último momento, enquanto os discípulos, amedrontados, fugiram (Mateus c.26 v.56). Apenas um deles, João, permaneceu perto da cruz (João c.19 v.25 e 26). Nesta circunstância memorável as mulheres reconquistaram a dignidade perante o ALTÍSSIMO. E agora, por ocasião de minha reencarnação, elas obtiveram o direito de igualdade com os homens perante as leis terrestres. Só em 10/12/1948, logo após eu haver reencarnado (22/03/1948), não foi por acaso que a ONU oficializou, nos artigos 2º e 7º da Declaração Universal dos Direitos do Homem, a condição de igualdade das mulheres, direito esse que passou a ser expresso na constituição dos países civilizados (no Brasil, a partir da Constituição de 1988). Meu PAI, SENHOR e DEUS disse que não existem coincidências, nada acontece por acaso. A verdade é que só pode me seguir quem tem personalidade forte, muita determinação e brio no caráter. Eu é que pergunto: onde estão os homens suficientemente corajosos para me seguirem? Os homens que tiveram coragem estão comigo e são meus guerreiros, príncipes do meu Reino de Luz”.

13) Qual a diferença entre discípulos e apóstolos?

INRI CRISTO: “Discípulos, como o próprio nome bem diz, são aqueles que seguem a disciplina determinada pelo ALTÍSSIMO. Os que optaram por seguir-me na condição de discípulos e discípulas usam as vestes eclesiásticas, não comem carne, não praticam sexo (ou seja, não fornicam), não cultivam vícios mundanos, enfim, dedicam suas vidas unicamente para servir ao SENHOR. Antes, porém, é necessário passar pelo rigoroso teste vocacional. Ser meu discípulo não é para quem quer e sim para quem nasceu com esta missão. Quanto a ser apóstolo já é uma situação bem diferente. Qualquer ser humano pode ser meu apóstolo desde que saiba quem sou e divulgue meu nome novo, INRI CRISTO (“Ao que vencer… escreverei sobre ele o nome de meu DEUS… e também o meu novo nome” – Apocalipse c.3 v.12). Há dois mil anos tive doze discípulos e vários apóstolos. Só não reconheço Paulo como meu apóstolo posto que ele jamais esteve comigo pessoalmente e confessa sua condição ao dizer taxativamente: “Efetivamente… não sou digno de ser chamado apóstolo porque persegui a igreja de DEUS” (I Coríntios c.15 v.9). Muitos frequentadores da SOUST que são meus apóstolos têm sua família, seu trabalho, seus lazeres, enfim, vivem suas vidas fora do regime eclesiástico, reservado unicamente aos que escolheram ser meus discípulos, príncipes e princesas do Reino de DEUS”.

14) E seus apóstolos de 2000 anos atrás, também reencarnaram? Eles estão com o Senhor agora?

INRI CRISTO: “Conforme eu mesmo previ que quando voltasse à Terra todos estariam aqui, não só os apóstolos, mas também os que gritaram: “Crucifique!, crucifique!”, incluindo Pilatos, Caifás, enfim, todos os que estiveram comigo há dois mil anos, amigos e inimigos, reencarnaram e estão (ou estiveram) aqui na Terra agora que reencarnei. Os doze apóstolos não podem estar comigo agora na condição de discípulos porque me abandonaram no momento da crucificação. O João (autor do quarto Evangelho) reencarnou na França; ele viveu comigo durante 12 anos como consultor científico da SOUST e cumpriu sua missão. Deixou um depoimento no livro DESPERTADOR 1ª parte, seu nome nessa encarnação é Jean de Patmos. Reencontrei Judas Iscariotes também na França; ele foi um oficial do exército francês e ajoelhado veio pedir-me perdão. Simão Pedro, ninguém é obrigado a crer, foi o fundador da SOUST, mas não pôde ser meu discípulo porque na hora da crucificação ele se afastou de mim. DEUS o designou para cumprir as palavras que eu disse há dois mil anos: “Eu te darei as chaves do Reino dos céus; e tudo o que ligares sobre a terra, será ligado também nos céus; e tudo o que desatares sobre a terra, será desatado também nos céus” (Mateus c.16 v.19). Ele tinha que reencarnar e fundar minha nova igreja, a SOUST, anulando assim a anterior (a proscrita igreja romana). Nos tempos em que o reencontrei ele era advogado, Dr. Edson Centanini. Além de advogado, ele também foi juiz de Direito e delegado de polícia. Enfim, todos estão reencarnados e me reconhecem ao me reencontrar”.

15) O Senhor mantém a mesma estrutura de sua organização do passado ou mudou o modelo?

INRI CRISTO: “Nesta encarnação tudo é diferente. Os apóstolos de outrora não podem ser discípulos agora, pois como já disse anteriormente, na hora da crucificação eles não fizeram ato de presença, fugiram, apenas um permaneceu próximo de mim, que foi João. Agora meu PAI designou outras pessoas para me assessorar, para me assistir; a maioria é do sexo feminino por uma questão de justiça, pois na hora da crucificação as mulheres me confortaram com o calor de suas presenças no momento da agonia na cruz”.

16) Qual a missão e o trabalho da SOUST?

INRI CRISTO: “A SOUST é uma escola mística e filosófica cujo trabalho é ensinar a lei de DEUS genuína, expor o DEUS verdadeiro, o Supremo CRIADOR, meu PAI, único Ser incriado, único eterno, único Ser digno de adoração e veneração, único SENHOR do Universo, distinguindo-O dos deuses genéricos inventados pelos homens.”

17) O que é o MÉPIC?

INRI CRISTO: “O MÉPIC – Movimento Eclético Pró INRI CRISTO – é uma organização de livres pensadores que têm por objetivo respaldar minha missão e divulgar os ensinamentos que transmito da parte de meu PAI. Por ser eclético, qualquer pessoa em qualquer parte do mundo pode se integrar a este movimento desde que sinta vontade de participar”.

18) Frequenta missas? Faz orações? Prega publicamente a palavra de Deus? Onde e como?

INRI CRISTO: “A maioria dos rituais de minha antiga igreja (a católica romana, que me traiu e se transformou na meretriz do Apocalipse c.17), incluindo as missas, são advindos do antigo paganismo romano, não vieram de mim; eles foram introduzidos no seio do Cristianismo como forma de atrair os pagãos e aumentar o poder político do Estado romano, já nos primórdios da era cristã. Há dois mil anos não mandei ninguém ir à igreja, ao contrário, ensinei a orar em oculto, no quarto, com a porta fechada (Mateus c.6 v.6). O termo ‘pregar a palavra de DEUS’ tornou-se vulgarizada na boca dos que já se consideram salvos, dos que já estão satisfeitos com suas religiões e com suas crenças. Eu não prego a palavra, eu ensino a lei de DEUS em qualquer lugar, tanto no interior de um templo, num programa de televisão ou até mesmo em baixo de uma árvore. Muitas vezes os estudantes universitários me convidam para proferir palestras; eles patrocinam o combustível do veículo (motor-home) no qual me desloco para diferentes partes do Brasil e eu lhes transmito a mensagem de meu PAI gratuitamente, esclareço suas dúvidas. Enfim, é sempre um encontro amoroso”.

19) O senhor já pensou em sua morte? Teria o mesmo fim de quem o senhor diz ser a encarnação?

INRI CRISTO: “A resposta está atrelada à perspectiva do perguntador. Os que fazem essa pergunta, dependendo da intenção que os motivou, não viverão o bastante para ver o dia de glória do SENHOR. Quando chegar meu dia de partir do plano físico (ocasião em que dormirei o sono dos justos), o Reino de DEUS estará consolidado na Terra e toda a humanidade terá visto o Filho do Homem com o cabelo branco da cor da neve, cumprindo o que está previsto no Apocalipse (“Eis que ele vem sobre as nuvens e todo olho o verá…” / “Os seus cabelos eram brancos da cor da neve…” – Apocalipse c.1 v.7 e 14). A hierarquia estabelecida pelo meu PAI, SENHOR e DEUS através de mim é que ficará como guardiã, responsável pela administração, pela observância das leis e regulamentos do Reino de DEUS, formalizado pela SOUST. Assim os que têm parte com o SENHOR, de geração em geração, aguardarão a minha volta, prevista para daqui a, no mínimo, mil anos”.

DEIXAR UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

cinco × 5 =