Entrevista a Nelson Peixoto – Curitiba/PR

1-Atualmente, em inúmeros sites que pude visitar sobre conspiração, tem se falado muito em um poder oculto que visa limitar o crescimento populacional, como por exemplo, vírus fabricados em laboratório, adição de componentes químicos em alimentos para causar doenças, os “chemtrails” (que seriam rastros de fumaça com componentes químicos), que visariam exterminar aos poucos a população da Terra. Os temas a respeito de conspiração vão mais além, mas não pretendo citar todos, para não estender demais a pergunta. Qual sua opinião a respeito?
INRI CRISTO: “Alguns cientistas já entenderam que o planeta está pequeno, incapaz de suportar o volume de terráqueos predadores da ecologia, violadores das leis naturais. A procriação desordenada e conseqüente explosão demográfica é uma realidade avassaladora. Isso já foi até publicado amplamente em matérias jornalísticas. Na visão desses cientistas – egoísta, porém realista – a solução é eliminar os seres humanos lentamente, a longo prazo, através de métodos químicos, na ilusão de que não será preciso haver a hecatombe nuclear. Mas não existe paliativo para a explosão demográfica. Infelizmente a eclosão nuclear é inevitável, não há outra saída. A linha de raciocínio destes cientistas não é muito diferente dos que pensam em ser abduzidos por alienígenas ou em descobrir outro planeta para habitar (ignorando que terráqueos só podem habitar na Terra). Eles perceberam que o planeta está inchado e buscam uma fuga, uma válvula de escape (no caso dos que aderem ao movimento dos óvnis, existem outros interesses em jogo, é uma verdadeira indústria de esquizofrenia muito lucrativa, mormente no que concerne às literaturas de lixo pseudo-esotérico). Todavia eu já profetizei sobre esse caos há dois mil anos. Quando me perguntaram quais seriam os sinais de minha volta, eu disse: “Quando ouvirdes falar de guerras, rumores de guerras, reino contra reino, nação contra nação, tempestades, inundações, pestilências, fomes… tudo isso é apenas o princípio das dores” (Mateus c.24 v.7 e 8). Até as pestilências criadas em laboratório fazem parte do cortejo de calamidades que enunciei e sinalizam, justificam minha presença na Terra”.

2-O senhor acredita que os iluminatti tenham retornado para concluir um plano maquiavélico contra os seres humanos?
INRI CRISTO: “Supõe-se teoricamente que quem ilumina não faz o mal aos outros, então nesse caso o termo Iluminatti não seria apropriado. E não é meramente uma questão que tenham retornado. Na verdade, esse tipo de ideologia, de facção ideológica sempre existiu, não importa a nomenclatura. É uma elite “intelectual”, um “poder oculto” que interfere nas questões cruciais da sociedade e manipula as informações visando beneficiar certos interesses. E também não é uma questão de estarem concluindo um plano maquiavélico contra os seres humanos. Eles estão apenas estudando uma maneira de dissimular o extermínio de uma parcela da população, na fantasia de que poderão evitar uma catástrofe nuclear. E deveras estão conseguindo este intento por diversos meios (produção de transgênicos, contaminação do meio ambiente, pestilências fabricadas em laboratório etc.), todavia a hecatombe nuclear continua sendo inevitável, e será letal para quase todos”.

3-Como o senhor avalia a avalanche de livros de auto-ajuda no mercado literário?
INRI CRISTO: “Buscar auto-ajuda é próprio da realidade de nossos dias, do momento que está se vivendo. E como bem disseste, é um mercado, uma indústria muito lucrativa. A humanidade está à deriva, as pessoas estão desesperadas, órfãs da espiritualidade, e por isso se agarram em qualquer tábua de salvação. Os livros de auto-ajuda são válidos, desde que se tenha acima de tudo DEUS, desde que se tenha consciência de que Ele, o SENHOR, é o regulador da vida na Terra e rege o destino de todos. Há que se pedir humildemente ao ALTÍSSIMO que conceda a inspiração e o dom do discernimento, a fim de se esquivar das fantasias, do orgulho, da exaltação do ego. Os hipocondríacos, os esquizofrênicos, os obesos, etc. encontram na