INRI CRISTO e o Sudário

inri-sudario-site

Esta foto é um flagrante do instante em que INRI CRISTO, proferindo um sermão em frente ao Palácio Avenida, no centro de Curitiba/PR, fechou os olhos para não ver o rosto dos fariseus que blasfemavam enquanto ele falava sobre o Reino de DEUS.

Ao observar a face do Sudário em anexo, qualquer ser humano pode constatar que INRI CRISTO é o Messias crucificado. Antes, porém, de ser reconhecido por seus contemporâneos, cumpre-se a profecia: “Convém primeiro que ele sofra muito e seja rejeitado por esta geração. Assim como foi nos tempos de Noé, assim será também quando vier o Filho do Homem” (Lucas c.17 v.25 a 35).

De acordo com a revista Galileu (n° 99, Editora Globo), “o Sudário de Turim abriga pólens de plantas que só existem na região de Jerusalém e cuja existência é anterior ao séc. VIII d.C., podendo provir de épocas bem mais antigas. A informação foi divulgada, em agosto de 1999, pelo botânico Avinoam Danin, da Universidade Hebraica de Jerusalém. Ela derruba definitivamente a tese de que teria sido uma falsificação produzida na Europa durante a Idade Média”. Recentemente, O Discovery Channel divulgou um minucioso estudo científico de Ray Rogers, baseado em análises de Sue Benford e Joseph Marino, que elimina a tese da datação pelo Carbono-14 de 1988, atestando a autenticidade do Sudário de Turim.

DEIXAR UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

5 × 2 =